Tati’k Tok

Com um mês de quarentena, Tatiana estava emocionalmente esfacelada. Longe dos pais que moravam no Sul, passava os dias trabalhando on-line ou em conversas virtuais com as amigas.

Ricardo andava mais sumido que caneta bic em mesa de coworking. Isso não era uma má notícia, ele havia sido um péssimo namorado. Mas nas noites de solidão, até que poderia ser um bom quebra-galho.

Usar o Tinder estava fora de cogitação. Jamais se permitiria encontrar um desconhecido em plena pandemia. Prezava uma boa companhia,  prezava sexo casual bem praticado, mas Tati prezava ainda mais a vida.

Cansada de tantas lives na internet, cansada das séries da Netflix, instalou o TikTok por indicação de uma amiga. No começo não viu muita graça nas dancinhas e nas dublagens, mas matava o tempo olhando aquelas pessoas que lhe pareciam idiotizadas. Pior, achou que as mulheres se expunham demais, havia uma certa objetificação do feminino. Muitas abusavam dos decotes e da sensualidade em troca de cliques.  Era um desserviço.

Mesmo assim, assistia a vídeos do TikTok de vez em quando, até que achou engraçada uma coreografia de Footloose. Tati era ótima dançarina e acabou decidindo fazer sua versão da dança. Caprichou no enquadramento, nos figurinos, nos passos e publicou.

Em poucos dias se surpreendeu com o resultado. Eram mais de duzentas curtidas. Em seis anos de Instagram, nunca conseguiu nada parecido. Decidiu postar mais um vídeo, uma dublagem do Paulo Gustavo. Desta vez foram quinhentas curtidas e muitos comentários, até com cantadas de estranhos.

No quarto ou quinto vídeo postado, Tati colocou uma saia bem curtinha e abriu um pouco a camisa. Dançou um funk chamado “Juliana”. Nem precisou esperar muito para ver o resultado. Mais de cinco mil curtidas, centenas de comentários e compartilhamentos.

No vídeo seguinte, Tati repetiu a saia e abriu quatro botões da camisa o sucesso foi ainda maior.

Passados cinco meses da pandemia, a maioria das pessoas já voltou  para as ruas. As amigas de Tati se reúnem às vezes na casa de uma delas para beber e dar risadas. Mas Tati, nunca apareceu. Ela vive ocupada, respondendo milhares de comentários, fazendo lives e gravando quatro vídeos por dia, vestida em biquínis minúsculos.

3 comentários

Deixe uma resposta para Nicole Guimarães Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s