Patriotas do futuro

O ano é 2027. Lula terminou seu mandato com razoável sucesso. Foi bem o suficiente para eleger Simone Tebet como sucessora. O Brasil está bastante apaziguado se comparado ao ano de 2022. O ex-presidente Bolsonaro morreu assassinado em 2024. Ele tentava assediar uma adolescente na favela do Alemão. Por azar, a menina namorava com um traficante ciumento.

Mesmo assim, diante de Tiro de Guerra de Joinville, os último patriotas permanecem acampados aguardando a Intervenção Militar. O grupo varia de 8 a 12 pessoas, pois eles se revezam e vão pra casa às vezes, mas sua fidelidade comove o exército que manda lanchinhos quase diariamente.

Assim que o dia amanhece, seu Geraldo, 76, distribui palavras de ânimo, enquanto esquenta a água pra o café na barraca principal.

Dona Carmem, 69, sua vizinha de prédio, prepara pães de queijo animada. Teve informações recentes da prisão de Alexandre de Moraes. Desta vez é verdade. Ele está num presidio Militar em Brasília. As notícias são quentíssimas, estão no Telegram da Bia Kicks, sua maior inspiração.

A deputada já visitou duas vezes o acampamento, sempre trazendo palavras de incentivo. Mesmo assim o grupo foi diminuindo. Eram centenas em 2022. Alguns morreram, outros foram arrastados de volta pra casa pelos netos. Porém o mais triste é que muitos desistiram, perderam as esperanças ao ver que mês após mês, o exército não se mexia, o golpe não vinha, e Lula circulava de cá pra lá em viagens nacionais e internacionais, como se não fosse um bandido condenado, como se fosse um cidadão de bem ou ainda pior, como se fosse o Presidente do Brasil.

Seu Geraldo sentia uma dor no coração cada vez que alguém abandonava o acampamento. O mais duro foi perder Dona Silvana, com quem namorou 6 meses em 2025. Ela simplesmente se levantou e foi embora, sem ao menos se despedir. Traídora. Tão traidora como a Jovem Pan que noticiou a falsa morte do mito, tendo a ousadia de transmitir até o falso enterro. Mas de uma vez Seu Geraldo flagrou a rádio chamando o Nove Dedos de Presidente Lula. Jamais serão perdoados.

Mas seu Geral não desiste. Não desistiu quando as urnas foram fraudadas em 2022, não desistiu quando Carlos Bolsonaro fugiu do Brasil e mesmo quando Carla Zambelli foi presa por atirar com uma AK-47 em um bloquinho de carnaval ele seguiu em frente.

Nos grupos de Telegram a informação era de que Bolsonaro estava vivo, como bom estrategista, tramou a própria morte pra provar a fraude nas eleições. Quem estava morto era o bandido de São Bernardo, isso sim.

Naquele dia o grupo se reuniu para o café da manhã, com sua fé renovada. Todo alvorecer traz uma esperança. Os rostos cobertos por rugas e marcas do tempo eram a cara do heroísmo em seu estado puro.

Seu Geraldo transmite as instruções do dia, vindas direto do Grupo de Zap do Constantino:

_ Bom dia Patriotas! Trago boas novas! Mais 72 horas e o exército estará nas ruas! O PR Bolsonaro está no Planalto! Só um pouco de paciência! A vitória chegou!

6 comentários

  1. Não sei se cômico ou triste… A única diferença entre o delírio que toma conta dos patridiotas atuais com os do futuro 2027, é a data do “ocorrido”… a viagem alucinada é a mesma…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s